Caminho do Norte

Etapa: Vilalba-Baamonde

  • Distância 19,1 Km
  • Dificuldade Média
  • Duração estimada 4h 50min

Paisagens povoadas por genuínas amostras de arquitetura tradicional acompanhar-nos-ão no nosso trajeto pelos núcleos d’A Seara, Sabugueiros, Gabín, O Castro ou Regovide.

Vilalba- Ponte de Sa

  • Distância 10,3 Km
  • Dificuldade Média
  • Duração estimada 2h 35min

A partir de Vilalba, o Caminho continua, seguindo traçados possivelmente medievais e caminhos reais, documentados já no século XVII. Atravessamos uma pequena ponte sobre o rio Labrada e alcançamos o lugar de Penas Corveiras. Paisagens povoadas de genuínas amostras de arquitetura tradicional acompanhar-nos-ão no nosso itinerário pelos núcleos d’A Seara, Sabugueiros, Gabín, O Castro e Regovide.

A uns 6,7 km do início estaremos em San Xoán de Alba. Caminhamos pela margem direita da C-634. Passamos por Ponte Pedrouzos, Costián, O Coutado e Goiriz, a partir de onde descemos em direção ao rio Labrada. Atravessamos o leito pela magnífica ponte medieval de Sa, construída em grossas lajes de ardósia e de vários "olhos" ou arcos em diminuição.

Vilalba - Ponte de Sa

Ponte de Sa- Baamonde

  • Distância 8,8 Km
  • Dificuldade Média
  • Duração estimada 2h 15min

O Caminho percorre un terreo entre o rio Ladra e a autoestrada A-8. Passa por As Casas Novas, Contariz, Casamuíño, A Castiñeira e a capela do Carme. O rio Ladra oferece paisagens cativantes e sítios onde, nos meses benignos, refrescar-se à sombra dos abetos. Depois de passar por lugares como A Estrada, chegamos a Ferreira.

Continuamos paralelos à C-634 e entramos em Baamonde, localidade do município de Begonte. Ali, pode-se ver a igreja de Santiago de Baamonde, com traços do românico e do gótico do século XIV. No seu átrio ergue-se um calvário formado por três cruzeiros e um antiquíssimo castanheiro, em cujo tronco se talhou uma capela dedicada à Virgem, obra do escultor local Víctor Corral