Começaremos com passeios curtos por terrenos planos e, progressivamente, iremos aumentando os quilómetros e variando o tipo de terreno, para adaptar o corpo ao que vamos encontrar no Caminho

+ Informação
Documentos

Quando se escolher o calçado, este deve ter uma sola dura e não deve apresentar uma calcanheira demasiado mole, dado favorecer o aparecimento de lesões

Para estarmos cómodos, deve-se colocar de tal modo que o peso esteja perto do eixo do corpo e do seu centro de gravidade

Alongar os gémeos é uma das práticas mais recomendáveis antes de começar e também ao concluir cada etapa

Um elemento de grande importância quando se trata de evitar lesões é o emprego de um bordão (pau ou vara) que nos servirá de ajuda para segurar-nos em terrenos difíceis e inclusivamente para averiguar a estabilidade do Caminho. O apoio no bordão pode evitar o aparecimento de tendinite.

As ligaduras de compressão aplicam-se nos casos em que houver pequenas ruturas de fibras, e sempre consultando um médico e um fisioterapeuta, que poderão avaliar as possibilidades no que diz respeito ao resto do Caminho.

Para minimizar o risco de lesão do tendão de Aquiles, na preparação para o Caminho não se deverá esquecer a realização de exercícios de alongamento, aumentando sempre a intensidade pouco a pouco

No início, circula-se por terrenos planos sem dificuldades e, à medida que se avança na preparação, introduzem-se percursos que alternem partes planas com subidas