Via da Prata

Etapa: A Gudiña - Laza

  • Distância 34,5 Km
  • Dificuldade Média
  • Duração estimada 7h 50min

Deixamos para trás a localidade d’A Gudiña e tomamos a Verea Vella ou Verea Sur, caminho que atravessa as impressionantes paisagens d’A Serra Seca.

A Gudiña- Campobecerros

  • Distância 19,8 Km
  • Dificuldade Alta
  • Duração estimada 4h 45min

Deixamos para trás a localidade d’A Gudiña e tomamos a Verea Vella ou Verea Sur, caminho que atravessa as impressionantes paisagens d’A Serra Seca. No século XVI denominava-se Caminho Francês e Caminho Real a este itinerário. Passaremos pel’A Venda do Espiño e pel’A Venda da Teresa, e transitaremos por paisagens imponentes a mais de mil metros de altura (o Alto de Picaños está a 1104 m). Mais vendas surgem-nos no caminho num território de aldeias semiabandonadas: A Venda da Capela e A Venda do Bolaño, esta com uma bela vista do Monte da Urdiñeira, antigo castro pré-romano.

À nossa direita, estende a barragem d’As Portas, que retém as águas do rio Camba, afluente do Bibei, e proporciona paisagens espetaculares. E mais a norte, o parque natural d’O Invernadeiro, no município de Vilariño de Conso.

A Serra Seca conclui em Santiago de Campobecerros, município de Castrelo do Val. Esta freguesia pertenceu à encomendação santiaguesa de San Marcos de León.

A Gudiña - Campobecerros

Campobecerros- Porto Camba

  • Distância 3,5 Km
  • Dificuldade Alta
  • Duração estimada 50min

Aqui, o trajeto, a Verea Vella, interna-se em Portocamba e num vale de montanha da Serra de San Mamede que pertenceu ao domínio monástico de Montederramo.

Campobecerros - Porto Camba